Impacto da Autopercepção da Estética Bucal no Convívio Social do Idoso

A estética, embora subjetiva, é considerada um requisito importante nas relações sociais. A procura pela beleza é justificada pela necessidade de integração social do indivíduo de maneira agradável, por elevar sua auto-estima e proporcionar- lhe satisfação. Sendo o sorriso um elemento de destaque no indivíduo, as características qualidade e beleza do mesmo exercem grande poder de atração, tornando-o um objeto de constante avaliação. Neste contexto, a população idosa ainda é marcada pelo estigma da falta de dentes, grande quantidade de cáries, doença periodontal e uso de próteses totais. Em decorrência, tais indivíduos estão constantemente sujeitos a vivenciarem sentimentos de inferioridade e dificuldade no convívio social. O objetivo desse trabalho foi identificar a satisfação com a aparência do sorriso e a integração social do idoso a partir da autopercepção de sua estética bucal. A amostra foi composta por 93 indivíduos, com idade de 60 anos ou mais, de ambos os sexos, atendidos na Clínica de Odontogeriatria da Universidade Vale do Rio Doce – UNIVALE, Governador Valadares, 2007. Para a coleta de dados foi utilizado o Índice Geriátrico para Avaliação de Saúde Bucal (GOHAI) e uma Entrevista Psicológica. Em relação ao sexo, prevalecem as mulheres (61,3%) em relação aos homens (38,7%). A saúde bucal foi considerada precária pela maior parte dos idosos (67,7%). Apesar disso, sobressaem aqueles que estão satisfeitos (52,7%) com a aparência do seu sorriso, que nunca deixaram de comer com outras pessoas devido aos problemas bucais (80,6%) e que nunca deixaram de se encontrar com outras pessoas (73,1%). Pode-se concluir que a maioria dos idosos tem uma autopercepção positiva de sua estética bucal, não manifestando sentimentos de inferioridade ou dificuldades no convívio social.

Cristina Gonçalves; Caroline Magalhães Alcântara*.

Lorena Cristina Salgado Dias; Valquiria Gonçalves Pereira**.

Suely Maria Rodrigues***; Carlos Alberto Dias****.

*Discentes do Curso de Odontologia da FACS/UNIVALE

**Discentes do Curso de Psicologia da FHS/UNIVALE

*** Docente responsável pelo Estágio Supervisionado em Odontogeriatria da

FACS/UNIVALE

**** Docente do curso de Psicologia

UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE – UNIVALE

Palavras chave: estética ,idoso, atividade social.

Apresentação oral no VI Simpósio de Pesquisa e Iniciação Científica da FACS/UNIVALE e Painel apresentado no XV Simpósio de Pesquisa e Iniciação Científica da UFOP

e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.